Comentário Bíblico

26° Domingo do tempo comum – 29 de setembro de 2013.

Repetição - 16,19 – 31 

A parábola do rico e do pobre Lázaro se repete no século 21 com o mesmo egoísmo, desamor, injustiça e falta de respeito do que fala Jesus: mansões de alto luxo e favelas; helicópteros e ônibus velhos, sujos, sem manutenção para transporte público; lautos banquetes e festas e marmitas cada vez mais vazias e raquíticas. Um irmão não se importa nem se incomoda com o bem estar do outro, basta eu me dar bem. Triunfa o consumismo, mesmo se para este fim é necessário usar em benefício próprio os bens que pertencem à comunidade.

Mas é bom todos se lembrarem de que esta vida terrena não é eterna, mas tem fim e que após a nossa morte teremos de prestar contas a Deus do bem, que fizemos e do mal que suportamos. Naquela hora nada mais poderá ser modificado ou corrigido e Deus nos julgará, não pelo dinheiro que juntamos nem pela fama que conquistamos durante a nossa vida, mas somente observará se a nossa vida correspondeu à vontade do Pai, orientados que fomos pela mensagem de Cristo, a mensagem do amor fraterno.

É bom o cristão analisar a sua vida enquanto é tempo, corrigir o que está errado e se aproximar mais da verdadeira fraternidade. Vamos aproveitar e aprender com o rico e os seus irmãos. 

Comentário escrito pelo Capelão do Mosteiro

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current day month ye@r *