Todos os Santos

Festa de todos os santos – dia 03 de novembro de 2013

pedras_angulares_icone_todos_os_santos_590px[1] Alegria– Lucas 5, 1 – 12ª 

A felicidade que o evangelho das Bem-aventuranças promete é somente daqueles que temem e respeitem o Senhor. Jesus a promete a diversas categorias de pessoas, mas também manifesta uma predileção especial pelos pobres. Ora a esses pobres, que para a sociedade não tem maior importância, pois influenciam muito pouco nas decisões dos poderosos e não tem o poder do mando, agora é oferecida a felicidade, basta confiarem na pessoa de Cristo e da sua mensagem. De fato ela é possível, porque Jesus está presente na vida deles, pois Ele se oferece a quem Nele acredita e eles acreditam de fato na sua presença na luta diária.  A prova desta verdade é a fé inabalável do povo simples e humilde de Deus.

 Comentário escrito pelo Capelão do Mosteiro.

Comemoração de todos os fiéis defuntos

Comemoração de todos os fiéis defuntos – 02 de novembro de 2013

mensagem de conforto[1] A morte. 

A morte permanece para o homem um mistério profundo. Um mistério cercado de respeito por todos os seres humanos. Como nos, cristãos consideramos e enfrentamos este mistério? Qual é a atitude nossa diante da pergunta: Qual é o sentido da vida sendo constantemente confrontado com a realidade da morte?

Para o cristão a morte é a consequência normal de quem segue os passos de Cristo. O fruto do pecado é a morte que por sua vez exigiu a morte de Cristo Jesus. Teremos, portanto de beber do mesmo cálice, para poder encontrar o Pai, nos esperando de braços abertos.Portanto a morte é apenas uma derrota aparente, mas na realidade significa ressurreição e vitória.A liturgia da Missa canta:”Nela refulge para nós a esperança da feliz ressurreição. E aos que a certeza da morte entristece, a promessa da imortalidade consola. Ó Pai, para os que creem em vós, a vida não é tirada, mas transformada e desfeito o nosso corpo mortal, nos é dado no céu um corpo imperecível.”

 Comentário escrito pelo Capelão do Mosteiro